Fight! Hi no Tori – Parte 2: MSX2

hinologo

Hi no Tori Hououhen (火の鳥 鳳凰編) – MSX2 (1987)

Hi_no_Tori_MSX2

Capa do MSX2

O jogo da Konami para MSX2 é vagamente similar ao conceito do jogo para Famicom, mas agora num jogo de tiro visto de cima. Você ainda controla Gao, mas o setup é bastante diferente. Depois de matar sua esposa, ele fica tomado de dor, e deve enfrentar o mal em sua mente. Entretanto, muito do jogo ainda se parece com o Japão do período Nara. Não há conexão ou viagem no tempo à outros volumes da saga de Hi no Tori. Esta versão também não tem nenhum subtítulo.

hinotorimsx-2

Hi no Tori (MSX2)

Gao marcha para frente automaticamente, mais ou menos similar ao Popolon, no Knightmare, da Konami. Você começa o jogo atirando apenas espadas, mas ao coletar penas da Fênix, você pode conseguir novas armas (aperte F2 durante o jogo para abrir o menu de equipamento). Você também pode pular, o que é útil para se esquiva do fogo inimigo e para pular sobre a água (mas você ainda pode andar por dentro dela sem levar dano).

hinotorimsx-3

Hi no Tori (MSX2)

O elemento principal que os dois jogos tem em comum é o looping, e encontrar os portais entre as áreas. Cada fase faz um loop e consiste em vários caminhos que seguem em paralelo entre si. Você pode trocar entre eles saindo pelos lados esquerdo ou direto da tela. Para poder prosseguir, você precise achar certas chaves para abrir portas específicas antes de poder lutar contra o chefe. Por causa do scrolling, é possível ser esmagado pelo cenário se você não tiver cuidado. É um jeito interessante de se fazer um shooter, mesmo com você tendo que jogar o segmento várias vezes até você achar o caminho correto. Em alguns casos você precisa voltar à fases que já terminou para achar os itens necessários.

hinotorimsx-4

Hi no Tori (MSX2)

Obviamente, é fácil ficar jogando para sempre em círculos e não fazer progresso algum, por isso estátuas da Fênix podem ser encontradas pelo percurso, dando dicas de como prosseguir. Uma tradução não-oficial existe para ajudar à compreender estas mensagens. Você volta imediatamente do ponto onde morreu, e quando você fica sem vidas, você pode voltar ainda do mesmo lugar, então morrer causa mais um incômodo do que um verdadeiro problema. Ainda sim é um jogo extremamente difícil, especialmente nas lutas contra os chefes.

hinotorimsx-5

Hi no Tori (MSX2)

Felizmente existe um sistema de senhas que vai te ajudar por todas as seis fases. Pause o jogo com a tecla F1, e então aperte a tecla Home. Isso vai te mostrar o seu password atual, e te dá a opção de digitar um novo. Há também um “cheat mode”, que pode ser ligado inserindo o cartucho do Q*Bert no segundo slot.

hinotorimsx-7

Hi no Tori (MSX2)

O scrolling da tela é bastante liso para um jogo de MSX, mesmo sendo um pouco lento. As músicas são completamente diferentes do jogo para Famicom, e são um pouco melhores. Os gráficos são sólidos e fazem do jogo uma experiência com visual bem consistente, mas não é tão agradavelmente estranho. Assim como acontece com o seu irmão no Famicom, com certeza existem jogos melhores deste gênero nesta plataforma, mas sua estrutura o torna único o suficiente para valer conferir.

Vídeos

Fim do Fight! Hi no Tori!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s