Do Outro Lado da Cerca: Bio Miracle Bokutte Upa (1988, FDS)

do-outro-lado-da-cerca
hg101trans

Por Sotenga – 14/07/2011

バイオミラクル ぼくってウパ Bio Miracle Bokutte Upa – Famicom Disk System (1988) / Famicom (1993)

Uma das pérolas menos conhecidas da Konami, Bio Miracle Bokutte Upa tem como estrela o mesmo Upa do título, um bebê cheio de energia que aparentemente é muito muito inteligente e é príncipe de um reino encantado. Talvez sua fantástica capacidade de liderar um reino lhe confira o bizarro título de “Bio Miracle” (“Bokutte” é um indicador de primeira pessoa, mais ou menos um “Eu sou”). Um dia, Upa ganha um chocalho mágico de uma fada que ele libertou quando ele quebrou uma urna. Infelizmente, a urna também aprisionava o cabrito-demônio Zai, que absorveu as almas de todos os adultos do reino e raptou vários outros bebês. O adorável infante deve libertar os bebês e derrotar Zai, e a única forma de fazer isso é surrar seus inimigos com seu chocalho mágico, fazendo-os inflar e voar diagonalmente para cima onde eles podem ser usados como plataformas, antes de explodir. Upa também pode pular neles para quicá-los pela tela e usá-los como armas para acertar outros inimigos. Dependendo de como Upa pula sobre seus inimigos, eles podem quicar verticalmente, horizontalmente ou diagonalmente, mas eles podem voltar e acertar Upa, se mal utilizados. Usar os inimigos para te ajudar é a maior inovação no jogo, já que você precisa fazer plataformas com eles para chegar aos lugares mais altos. Se você demorar com estes inimigos por alguns segundos, eles estouram e se tornam inúteis, logo você deve evitar ficar sobre eles por muito tempo, principalmente quando estiver sobre um abismo.

upa-2

Upa viaja através de sete mundos, cada um com três fases: Um mundo de doces (na segunda fase Upa tem que cavar através de bolos gigantes), um saudável mundo vegetal, o obrigatório mundo de gelo, Um mundo louco de tecnologia, feito de chips de computador e placas-mãe, um mundo-escola feito de lápis e réguas, um mundo feito de queijos e laticínios, e uma enorme fortaleza de Lego, onde Zai o aguarda. O jogo é um tanto comprido, com 21 fases, mas a maioria delas é bem curta, mas algumas delas podem ser desafiadoras. BMBU não é o jogo mais difícil da Konami, mas se torna bem complicado apesar do tema infantil; um grande aumento na dificuldade acontece no mundo quatro, no já mencionada fase de computador onde a gravidade é invertida arbitrariamente. O último mundo é especialmente difícil, começando com uma enorme queda livre que requer um pouco de tentativa e erro, e o final, com vários segmentos que exigem exímio controle em transformar inimigos em plataformas. Os inimigos se tornam mais traiçoeiros nas fases mais avançadas – você começa com porcos vagarosos e inimigos vermelhos arredondados, mas eventualmente irá encontrar bombardeiros de lápis, pássaros que voam em velocidade incrível, e bombas espinhosas ambulantes que são invencíveis até explodirem, e com certeza o inimigo mais bizarro de todos, os pequeninos elefantes alados que atira bolinhos de arroz em você.

upa-3

Alguns chefes podem ser bem complicados de se lidar, já que eles só podem ser feridos por inimigos inflados e geralmente requerem lançamentos diagonais para serem acertados. Você geralmente enfrenta porcos gigantes no fim das fases que cospem porcos menores em você, mas eles vão ficando cada vez mais difíceis devido sua localização na tela, geralmente precisando levar um tiros muitos precisos. Alguns chefes diferentes aparecem de vez em quando, como uma cobra enorme que cospe cobras menores que correm até você, uma morsa de chapéu vermelho que fica deslizando pela tela. Algumas fases terminam sem chefes, o que é um pouco menos comum do que enfrentar um porco como chefe no final. Pode ser difícil sobreviver com o ataque de curto alcance do Upa, considerando que ele só tem dois corações de energia, mas existem alguns powerups que diminuem esta dificuldade. A principal forma de se recuperar a energia de Upa é o leite, que pode ser encontrado em garrafas menores que recuperam um coração, ou uma garrafa maior, que recupera todos. Ele também pode aumentar sua barra de energia ao pegar um coração, o que também recupera toda a sua energia. Ele pode acumular cinco corações no total, mas ele retorna à apenas dois se ele perder todas as vidas e continuar (além de ter que recomeçar da primeira fase de cada mundo). Infelizmente ele também retorna à apenas dois corações quando ele termina um mundo, logo você tem que reconquistar sua barra de energia, mesmo que jogue bem.

upa-4

Existem também ampulhetas que param o tempo, blocos que destroem inimigos quando caem no chão, sinos cintilantes que transformam Upa em um super-bebê invencível, que corre, ficando de pé. Existem também maçãs, que não fazem nada além de aumentar sua pontuação, mas você ganha uma vida à cada 50.000 pontos acumulados, além de outros itens mais raros que te dão vidas extras direto. Na fase final de cada mundo você ganha dois baús, e se tiver sorte, você vai abrir primeiro o baú que contém a vida extra antes de abrir aquele que te transporta para a próxima fase. Estes itens são bem úteis, uma vez que o ataque do chocalho de Upa tem um alcance bem curto e não pode ser aumentado, mas a maioria dos inimigos é relativamente lenta. O verdadeiro desafio vem das plataformas, e descobrir a melhor forma de se usar os inimigos como degraus. O Upa em si é um pouco lento (ele engatinha, no fim das contas) e não pode correr por toda a fase como é no Super Mario Bros. Apesar de nada ser muito difícil de se solucionar, o fator extra de saber usar seus inimigos inflados da melhor forma faz você ficar pensando antes da sua próxima jogada. Essa mecânica de transformação é o que faz o jogo se destacar dos demais jogos de plataforma mais genéricos, e uma vez combinado com gráficos coloridos, uma trilha sonora divertida e uma premissa bonitinha mas com um justo nível de dificuldade, BMBU é um dos “underdogs” da Konami que vale aà pena se jogar.

upa-5

BMBU foi primeiramente lançado para o Famicom Disk System em 1988 e depois relançado em cartucho em 1993. Por que a Konami decidiu relançar um dos seus jogos mais obscuros cinco anos depois do seu lançamento original ninguém sabe, mas isso trouxe algumas mudanças relativamente superficiais. A mais óbvia é a música, que teve que ser reestruturada para caber no formato de saída de som do cartucho. Similar ao que aconteceu no Castlevania 2, onde a música é sem dúvida melhor na versão japonesa no FDS (N.T.: o FDS usa um chip de som FM, bem melhor que o PSG nativo do Famicom/NES com cartucho). Outra mudança é a introdução de um modo Easy, o qual Upa leva menos dano e começa com mais vidas. Uma pequena mudança cosmética foi feita na tela de título, onde Upa não cai mais em cima do logo, sem nenhum motivo aparente. O jogo foi portado para os celulares japoneses em 2006 e a versão do FDS apareceu no Virtual Console do Wii em 2008, quando os jogadores ocidentais puderam finalmente jogá-lo sem precisar recorrer à um emulador no PC ou outro método de se jogar jogos importados.

upa-6

Upa pode não ser o personagem mais lembrado da Konami, mas ele ainda teve a honra de aparecer no Wai Wai World 2, o jogo pirado de crossovers da Konami, que conta com várias fases e personagens de outros jogos da empresa. O herói Rick, pode se transformar em três de cinco personagens escolhidos no começo do jogo – Upa está lá, juntamente com Simon Belmont (Castlevania), Bill Rizer (Contra), Goemon (Ganbare Goemon), e Fuuma (Getsu Fuuma Den). Apesar de ter um ataque de curto alcance, Upa pode transformar os inimigos em nuvens com se chocalho e pular nestas nuvem para ficar longe do perigo. Upa também participa da maravilhosa série de tiro/crossover, Parodius  – ele não aparece na versão arcade, mas foi colocado na versão expandida para Super Famicom (que também tiveram Goemon e Kid Dracula adicionados).

upa-7

Ele também participa do Jikkyo Oshaberi Parodius, e todo mundo nesta edição tem uma segunda versão para o segundo jogador, com uma cor diferente e algumas diferenças no armamento, Upa ganhou uma parceira feminina vestida de rosa, chamada Rupa. Ambos disparam chocalhos com sua arma padrão e ambos pode ganhar um tiro mais abrangente que dispara pequenos sinos q se espalham. Upa conta com mísseis teleguiados no formato de garrafas de leite um laser, que na verdade é apenas um monte de garrafinhas de leite empilhadas juntas. Rupa tem um tiro espalhado que dispara várias garrafas grandes de leite em múltiplas direções e a “Search Vulcan”, que dispara o que parecem ser donuts de cores bizarras de forma teleguiada em seus oponentes.

upa-clear

Mais Fotos

Vídeos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s