Fight! Ninja-kun/Ninja Jajamaru-kun (Parte 2 de 2)

HG101_logo_SMALLER

jajamaru

Ninja-kun: Ashura no Shō (忍者くん 阿修羅の章) / Ninja Kid II / Rad Action / JT-104 – Arcade, MSX2, Famicom, Celulares, Wii (1987)

A continuação do arcade pega a jogabilidade do Ninja-kun e a expande bastante. Apesar de que ainda existem muitas das fases onde você deve simplesmente matar todos os inimigos, existem algumas fases de scroll lateral onde seu objetivo é chegar ao final. Existem agora muito mais fases, que são de forma geral maior que as telas do jogo original. Você até pode escolher entre caminhos diferentes no começo do jogo, e a roda depende da carta escolhida no começo. O jogo fica apresentando novos inimigos em todas as suas 31 fases (em um dos caminhos), e até grandes chefes-monstros. Alguns dos inimigos mais para a frente exigem estratégias avançadas, como pequenas armaduras samurai que só se tornam vulneráveis por um segundo após se pular em suas cabeças. Além de algumas fases na água onde Ninja-kun usa uma katana, existem também fases “quebra-cabeça” – ao completá-las, você ganha uma arma-bônus para a próxima fase. Você pode escolher fazê-las ou simplesmente se deshonrar e ignorá-las.

ninjakun2-2

Ninja-kun: Ashura no Shō (Arcade)

As armas adicionais incluem um bumerangue, que é um pouco mais forte que a shuriken, bombas extremamente poderosas e uma roda de fogo com uso limitado. E o mais importante, os controles foram consertados, então agora ao se apertar para baixo faz o Ninja-kun descer para o nível abaixo (ou se abaixar, se não houver nenhum), e apertar para cima para ciclar entre as armas disponíveis. Ninja-kun agora é ágil como um ninja: ele pode se pendurar nas paredes e escalá-las lentamente ao se metralhar o botão de pulo, ou escalá-las rapidamente com usando uma manobra de pulo na parede. Quando ele cai de muito alto, Ninja-kun fica incapacitado por alguns segundo para se recuperar do impacto, mas isso pode ser evitado com uma rolagem de salvamento.

ninjakun2-4

Ninja-kun: Ashura no Shō (Arcade)

As sprites dos personagens se parecem as mesmas do jogo anterior, mas os gráficos de fundo melhoraram um pouco. Não é exatamente um clássico, mas ainda sim é bem divertido. Ele foi convertido para Famicom em 1990 pela própria UPL, e é uma versão significantemente melhor do que a versão do Ninja-kun para Famicom – apesar dos gráficos terem sido simplificados, a jogabilidade é praticamente a mesma. Este jogo seria lançado nos Estados Unidos pela American Sammy com o título Ninja Taro, mas isso nunca aconteceu. Existem algumas variações do nome pelo mundo – a versão “World” é conhecida como Ninja Kid II, enquanto a versão americana se chama Rad Action. Existem algumas placas que utilizavam o nome enigmático de JT-104, que por muito tempo acreditou-se serem piratas, mas na verdade são legítimas.

ninjakun2-8

Ninja-kun: Ashura no Shō (Arcade)

Ele também chegou ao MSX2, por cortesia da HAL. Esta versão é mais bonita que a do Famicom, mas o scrolling é quebrado, e os múltiplos caminhos do começo do jogo foram removidos. Como o original, Ashura no Shō foi lançado para celulares e para o Virtual Console, mas apenas no Japão. Houve ainda outra versão para celulares em 2007, mas ela foi chamada de Ninja Kid (sem o numeral), e só foi lançada na Coréia. Foi desenvolvida pela Ubiquitous Software e lançada pela Fujitsu Korea. Além da interface mais bonitinha, ela adicionou barras de energia para os inimigos mais fortes. Infelizmente, tudo que se conhece dela são estas fotos pequenininhas.

Informações

Desenvolvedor: UPL
Publicado por: Taito (Arcade), UPL (Famicom), HAL (MSX)
Designer: Tsutomu Fuzisawa

Comparativo de Fotos

Mais Fotos

Vídeos

Arcade:

Famicom:

MSX:

Ninja Jajamaru-kun (忍者じゃじゃ丸くん) – Famicom, MSX, Arcade, Celulares, PlayStation, Game Boy Advance, Windows, Wii, 3DS (1985)

Ninja Jajamaru-kun empresta vários elementos do jogo Ninja-kun original – na pele do pequeno ninja atirador de shurikens, você deve limpar as fases de todos inimigos para avançar. Novamente, Jajamaru só pode ser morto por projéteis, e pode tontear seus inimigos pulando em suas cabeças. Da mesma forma, você ficar tempo suficiente numa fase, a prisioneira Princesa Sakura jogará flores de cerejeira do topo da tela – se você pegar três delas, você vai para uma fase especial onde você deve se esquivar das bombas arremessadas pelo malvado pirata Catfish, e arremessar shurikens para cima para matá-lo. Apesar de ter tecnicamente só três fases, elas fazem um loop contínuo, cada vez colocando inimigos mais difíceis. Cada inimigo derrotado libera um espírito, que te dá pontos extras se for coletado. Felizmente, os controles foram consertados em comparação com o jogo de arcade do Ninja-kun, logo pular ficou muito mais fácil.

Entretanto, ao invés de se mover em uma tela de scroll vertical, as fases de Jajamaru-kun só fazem scroll na horizontal. Cada fase tem aproximadamente três telas de largura e contém quatro andares. Para subir, você precisa pular nos telhados de tijolos para quebrá-los e chegar ao andar de cima. Muitos tijolos revelam powerups quando são quebrados. Entre eles estão vidas extras, moedas que dão pontos, pequenas esferas que aumentam a sua velocidade, e um carrinho que torna Jajamaru-kun temporariamente invencível. Se você coletar três powerups, você invoca a arma definitiva – um sapo gigante que é montado por Jajamaru e come todos os inimigos. Você também pode encontrar bombas escondidas nos tijolos, que matam o herói se você pular nelas. Alguns inimigos mais idiotas caem nos buracos que você faz, sendo um à menos para voc~e matar.

Existem alguns aspectos charmosos no Ninja Jajamaru-kun – antes de cada fase, o pirata Catfish tenta rir de você, mas ao que parece ao Jaleco não havia dominado as habilidades de PCM do Famicom, logo isso soa muito mal e bobo. A música é bastante repetitva, mas também é divertida e momorável. Este não é um jogo ruim, mas assim como a vertsão paa Famicom do Ninja-kun, a animação é bem fraca e os controles não respondem tão bem quanto deveriam. Ele foi convertido para o MSX não muito depois do lançamento para Famicom e mais tarde foi lançado nos arcades como Vs. Jajamaru-kun. Esta versão é praticamente idêntica, com exeção de algumas sprites dos inimigos que  foram alteradas. Ele aparece na coleção Jaleco Collection Vol. 1 para PlayStation e de forma emulada no Jajamaru Jr. Denshouki Jaleco Memorial para Game Boy Advance, lançado em 2004. Ele também foi convertido para Windows como parte de uma série de lançamentos retrô, e apesar de ser apenas uma emulação do jogo do Famicom, ela usa as mesmas sprites alteradas da versão para arcade.

Informações

Desenvolvedor: Jaleco
Publicado por: Jaleco

Comparativo de Fotos

Vídeos

Famicom:

MSX:

Fim do Fight! Ninja-kun/Ninja Jajamaru-kun!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s