Especial TwinBee, Parte 6: Pop’n TwinBee

HG101_logo_SMALLER

Por  

popn_

Pop’n TwinBee (ポップンツインビー) – SNES, PSP (1993)

Ao invés de fazer uma versão do Detana!! TwinBee para o Super Famicom, a Konami preferiu fazer uma continuação exclusiva para o console. Pop’n TwinBee muda várias das mecânicas de seu predecessor, o que de forma geral o torna mais fácil, mas ainda assim é um jogo bem parecido.

popn1

Quando a história começa, os heróis estão patrulhando a Ilha Donburi Island, quando eles encontram uma garota chamada Madoka. O seu avô é o famoso cientista Dr. Mardock, que geralmente usa seus talentos para o bem, mas bateu com a cabeça num poste e agora está determinado à dominar o mundo. Para alcançar este objetivo, ele cria o Exército Donguri, então TwinBee e WinBee partem para enfrentá-lo. O enrendo é baseado em um dos drama CDs TwinBee Paradise.

Tendo sido desenvolvido para console, Pop’n TwinBee é bem mais fácil que Detana. Ao invés de morrer com um tiro, as naves agora são equipadas com uma barra de energia. Entretanto, você tem uma única vida, e precisa recomeçar a fase quando morre, mas os “Bees” agora não perdem mais os braços ao serem atingidos. Além do mais, eles agora tem a capacidade de usar seus punhos para dar socos poderosos nos inimigos mais próximos. Agora é preciso vários disparos para que um sino troque de cor, então é mais fácil pegar a cor que você quer, sem se preocupar em não acertá-lo de novo sem querer e mudar sua cor. O tiro carregado se foi, mas agora as armas padrão são mais poderosas, e tem auto-fire. E agora a interação entre os dois jogadores é mais legal do que nunca, já que você pode literalmente jogar o seu companheiro contra os inimigos, fazendo-o quicar por toda a tela (não se preocupe, isso não causa dano à ele). Os jogadores também podem dar energia um ao outro, caso alguém esteja quase morrendo. Você também conta com  um estoque de bombas que acertam tudo na tela.

popn2

Você pode escolher entre três diferentes formações de Options no começo do jogo. A formação padrão segue o jogador como nos jogos anteriores, mas existem também formações que rodam ao redor de sua nave, ou se movem em linhas perpendiculares, dependendo de onde você está posicionado na tela. Ah, e o GwinBee não aparece no jogo. Apesar da dificuldade padrão ser bem baixa, você pode aumentá-la no menu de opções, como na maioria dos shooters da Konami. Há ainda um “couple mode”, que faz com que os inimigos foquem seus ataques no Jogador 1, no caso do jogador 2 ser um principiante.

A paleta do jogo é clara e em tons pastéis, talvez inspirada no segundo loop do Detana. A primeira fase, Dandelion Town, é num tom alaranjado de outono; a segunda, Aqua Park, pega as cidades aéreas do jogo anterior e as coloca debaixo d’água. A terceira fase é inspirado na arte chinesa, com dragões voadores e uma réplica da Grande Muralha da Chinaw. As fases mais para frente tem guardas feitos de cartas de baralho, como em  Alice no País das Maravilhas, uma inspiração que foi expandida na continuação. O cuidado dispensado na animação, tanto durante o jogo como nas cutscenes, faz um ótimo trabalho em mostrar os dois Bees como personagens vivos, sentientes e engraçados, como a história diz que são. A música é similar á do jogo anterior, e as composições são memoráveis, apesar dos samples serem mais simples se comparados à instrumentaçãp forte usada no Detana.

popn11

Em 1993 a Konami já estava bem familiarizada com as características mais fortes do SNES (como os efeitos de transparência, por exemplo) assim como suas fraquezas (o CPU lento). Logo não surpreende que eles tenham criado um shooter de ritmo mais lento. TwinBee é, no fim das contas, a franquia perfeita para isso, já que coloca grande foco nos gráficos de fundo detalhados, que requerem mais tempo para serem apreciados. É a escolha de atmosfera sobre a jogabilidade frenética; obviamente os experts em shooters não vão adorar isso. Além disso ele é longo – leva quase uma hora para terminar as sete fases do jogo, e algumas fases são bem compridas. Pelo menos é um jogo quase sem slowdown, diferente de Axelay. E ele tem seus momentos frenéticos, especialmente nas dificuldades mais altas.

Pop’n TwinBee nunca foi lançado nas américas, mas foi traduzido para inglês e lançado na Europa, sob o selo Palcom. Não se sabe a lógica da Konami quanto à isso – provavelmente eles pensaram que os europeus estariam mais abertos à jogos fofinhos estilo anime na época, já que a empresa também fez o mesmo com os jogos da série Parodius.

Mais Fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeos

À SEGUIR: TWINBEE YAHHO!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s