Especial Cho Aniki VII – Cho Aniki Zero

HG101_logo_SMALLER

Por 8 de janeiro de

zero_

Cho Aniki Zero / Rei Cho Aniki (零・超兄貴) – PSP, PSN, Android (2009)

Não querendo deixar que a série Cho Aniki morresse, uma empresa chamada Gung-Ho Works obteve os direitos da NCS/Masaya e criou Rei Cho Aniki (que traduz-se como “Zero Cho Aniki”) para o PlayStation Portable. À primeira vista ele pode parecer um remake, mas isso não é realmente correto. Mas este não é também um jogo completamente novo – ele parece mais um tributo à série como um todo. Apesar de cada uma das cinco fases serem tecnicamente “novas”, elas tem temas e vários inimigos e chefes dos jogos anteriores. Apesar disso ter sido feito provavelmente devido ao fator nostalgia, ou simplesmente para apresentar o bizarro mundo de Cho Aniki para um novo público de jogadores, o jogo parece terrivelmente sem inspiração. A pegada dos jogos de Cho Aniki é ver o quão mais bizarro eles conseguem chegar – então qual é graça, se você já viu a maior parte disso antes? E o material novo também não é tão interessante. Um esqueleto-pirata sub-aquático? Uma flor com rosto? Nós já vimos coisas mais estranhas. Os gráficos não são nada de mais, mas estão acima da pobreza dos gráficos do jogo para PS2. Mas pelo menos as músicas capturam fielmente o espírito dos jogos mais antigos.

zero-4

Você novamente joga como Idaten e Benten, como no original, mas cada um deles tem options diferentes – Idaten tem Adon e Samson, enquanto Benten tem dois anjos bizarros chamados Mika e Eru (combinando-os, eles se chamam “Michael”, no katakana japonês). Há também um terceiro personagem destravável, um homem-elefante chamado Shouten. Cada um tem sua arma de rapid-fire padrão, assim como uma quantia limitada de bombas. O “Men’s Beam” de alguns dos jogos anteriores também está de volta. Os inimigos mortos deixam homenzinhos musculosos coloridos que aumentam a sua pontuação, que pode chegar aos trilhões.

shouten

Um dos maiores problemas do jogo é que os inimigos simplesmente tem que levar muitos tiros para morrer, especialmente com as armas mais fracas. Isso melhora no modo Easy, mas ele só permite que se jogue as três primeiras fases. As fases em si variam entre designs pobres, com a tela inundada de tiros impossíveis de se desviar (aprenda bem onde está o seu hit box!) ou fases simplesmente sem graça. De forma geral, ele nem chega ao nível do primeiro Cho Aniki, que é o jogo da série que ele mais tenta imitar. É um shooter para PSP melhor que, digamos Sengoku Cannon, mas ainda assim é bem medíocre. Cho Aniki Zero foi lançado na PSN americana por cortesia da Aksys.

[Jogo Relacionado] Gem Smashers / Pazunin: Uminin no Puzzle de Nimu (パズジンー~うみにんのパズルでにむ~) – Game Boy Advance (2003)

pazunin

Gem Smashers é um jogo bastante inócuo de puzzle para o Game Boy Advance, desenvolvido pela Frame Studios Interactive e lançado pela Metro3D. E o que ele tem a ver com Cho Aniki? Bem, quando ele foi lançado no Japão, os desenvolvedores mudam os personagens-jóias em versões coloridas do Uminin, o carinha estranho que aparece nos jogos da série Cho Aniki como mascote. Algo incrivelmente bizarro.

Mais Fotos

Vídeos

Playlist com a trilha sonora:

Fim do Especial Cho Aniki!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s