Fight! King Kong 2, Parte 1 de 3: Introdução

Por Tom Davey em 18 de dezembro de 2014

Introdução

Quando se fala de jogos de vídeogame do monstro dos filmes King Kong, descobre-se que existem pouquíssimos deles. Como é possível que um personagem tão icônico como Kong, um gorila gigante que consegue parar toda uma cidade, ter tão poucos jogos? Só o conceito em si já é algo que pede uma adaptação. Quando comparamos a minúscula lista de títulos desta franquia com as de seus rivais como Godzilla fica clara a grande injustiça que foi cometida contra o Megaprimatus kong, mas que talvez possa ser explicada pela dúbia natureza legal da franquia, recheada de batalhas judiciais por copyright e propriedade intelectual desde a sua criação.

King Kong, 1933

As disputas entre os criador de Kong, Merian C. Cooper e a RKO films enfraqueceram a legitimidade de quiasquer alegações de Cooper ou de qualquer outro estúdio teria sobre o conceito ou sobre a marca. O ponto alto disso foi em 1982, quando a Nintendo derrotou a Universal Studios, detentora do copyright nos Estados Unidos, em ua ação sobre o personagem Donkey Kong, que havia se tornado um enorme sucesso quando o jogo arcade que leva o seu nome chegou aos fliperamas em 1981. Pode-se dizer a incapacidade da Universal em legitimar o seu personagem Kong permitiu que o gorila da Nintendo se tornasse maior que o seu predecessor no mundo dos vídeogames, o que desencorajou as tentativas de quaisquer outras empresas em enfrentar este campo minado jurídicoand rendered any attempts by any other company to brave this legal minefield unfeasible.

Apesar disso, houveram alguns jogos do King Kong feitos antes do filme de Peter Jackson. A maioria desses eram jogos portáteis em LCD ou versões para computador completamente esquecíveis. Os dois primeiros jogos que valem à pena serem mencionados foram ambos desenvolvidos pela Konami e ambos contém “King Kong 2” em seus títulos: King Kong 2: Ikari no Megaton Punch para o Famicom em 1986 e King Kong 2: Yomigaeru Densetsu para o MSX, no ano seguinte. Você deve estar se perguntando o que aconteceu com o primeiro jogo do King KongKing Kong 2 é o título japonês do infame filme de 1986 King Kong Lives, apesar dos vários filmes americanos e japoneses que o precederam. King Kong Lives é geralmente considerado um ponto fraco da franquia e, apesar da premissa interessante, foi mal executado e foi universalmente massacrado pela crítica na época.

King Kong Lives, 1986

A única coisa que vale à pena se comentar sobre este filme é que ele é estrelado por Linda Hamilton, mais conhecida por seu papel como Sarah Connor na franquia Exterminador do Futuro. Ainda assim, a Konami decidiu adaptar este filme para o mercado de vídeogames. A promissora empresa estava já estabelecendo seu nome no MSX com jogos como Akumajo Dracula/Vampire Killer (mais conhecido como Castlevania), Metal GearThe Goonies para citar alguns, sendo que a Konami seguiu com o mesmo nível de qualidade ao produzir os jogos de King Kong 2. Os melhores desenvolvedores da empresa trabalharam em ambos os jogos, como Kenji Shimoide, que trabalhou em Life ForceSuper CYume Penguin Monogatori e Bucky O’Hare. Os jogos contam com não menos que quatro compositores: Shinya Sakamoto, Satoe Terashima, Kinuyo Yamashita e Kiyohiro Sada, que entre outros trabalharam em Life ForceSnatcherCastlevaniaWai Wai WorldGanbare GoemonGradius.

King Kong 2

Ambos os jogos seguem elementos do enredo do filme onde o aventureiro Hank Mitchell (interpretado por Brian Kerwin) viaja para Borneo para capturar uma fêmea gorila gigante, cujo sangue é necessário para manter Kong vivo (tendo ele sobrevivido ao ter sido derrubado do World Trade Center em 1976, no remake de Dino De Laurentiis). Kong, agora ressuscitado, procura procriar com a fêmea para perpetuar a sua espécie. Como estes jogos se saíram ao adaptar esta história? Como veremos, apesar de ambos seguirem a mesma fonte, ambos são dois jogos completamente diferentes.

Vídeos

Trailer de King Kong Lives (EUA)
Trailer de King Kong 2 (Japão)

À seguir: King Kong 2: Ikari no Megaton Punch!

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s