Especial Rambo, Parte 1: Rambo II

por Kurt Kalata em 4 de março de 2008

Rambo: First Blood Part II (Rambo II: A Missão, como é conhecido no Brasil) é um capítulo marcante da história do cinema. Sempre que se pensa em herói de ação, um dos primeiros personagens que nos vem à mente é John Rambo, o veterano do Vietnã com profundas cicatrizes psicológicas e uma completa máquina de matar. Considerando que muitos dos jogos clássicos dos anos 80 foram influenciados pelos filmes de ação da época, seria de se esperar que Rambo tivesse recebido uma versão decente em vídeogame. Existem vários jogos baseados no segundo e terceiro filmes da série Rambo – alguns são horríveis, outros legaizinhos, mas nenhum deles é fenomenal – e quase todos eles são cópias de jogos melhores que eles mesmos. Mas existem também uns bem bizarros – a empresa japonesa Pack-In video decidiu deixar para lá o gameplay de ação que se esperaria e preferiu incluir elementos de RPG. Mas não havendo nada particularmente especial nos jogos do Rambo, ainda há sim coisas interessantes de se ver.

Rambo: First Blood Part II – DOS, Apple II (1985)

Capa

Quem em seu juízo perfeito iria imaginar que Rambo – um filme de pura ação – funcionaria como um adventure de texto? would work as a text adventure game? A Mindscape, pelo jeito. O jogo segue o enredo geral do filme, incluindo a captura e tortura de Rambo e uma breve sequência de pilotagem de helicóptero. Não há gráfico algum, é claro – e apesar da escrita estar um pouco acima de algo amador, é difícil capturar a energia dos filmes do Rambo apenas com palavras. Boa parte dos “quebra-cabeças” se resolvem escrevendo simplesmente “shoot gun at X” ou “use knife on Y”. Para dar algum desafio o jogo, a morte ronda à cada esquina. Se você não souber exatamente o que fazer, você leva um tiro, explode ou é assassinado de alguma forma. Logo no início do jogo, se você não deduzir que deve retirar seu para-quedas e prendê-lo à um tronco próximo – tudo isso em cerca de três turnos – você é morto à tiros imediatamente. Há também um comando de “survey” que permite que você detecte coisas escondidas, ao invés de simplesmente digitar “look”. Ele é divertido para dar risadas, desde que você tenha o walkthrough à mão.

Rambo: First Blood Part II / Ashura (阿修羅) / Secret Command – Sega Master System, Wii Virtual Console (1986)

O jogo para o SEGA Master System é mais ou menos um clone de Commando e/ou Ikari Warriors – onde você se move por selvas, atira nos inimigos e resgata reféns, explodindo suas tendas. O jogador um jogo como Rambo, mas o segundo jogador assume o papel de “Zane”, um personagem especialmente criado para este jogo, que é igualzinho o Rambo, mas usa uma bandana amarela. Sua arma principal é uma pistolinha quase sem força e sem alcance, mas ao se resgatar reféns você recebe itens que permite que seus tiros atravessem vários inimigos o que aumentam o seu alcance. Suas armas secundárias são armas como flechas explosivas, que são bem difíceis de se usar – ela só causa dano nos inimigos ao explodir, depois de passar uma certa distância. Você também pode encontrar powerups que tronam as suas explosões bem maiores, mas isso é bem raro. Comparado à outros shooters visto de cima, seus personagens se movem bem devagar. Além disso, você não pode se virar para trás para atacar – ao invés disso, você continha virado e atirando para frente, enquanto anda para trás. Devido às deficiências das suas armas, este acaba se tornando um shooter bem estratégico – o que torna este um jogo bem desafiante, mas não necessariamente divertido.

O jogo tem seis fases ao todo – as quatro primeiras se passam na selva, mas por mais estranho que pareça, a quinta se passa na cidade. Talvez não tenha sido essa a intenção, mas parece que esta fase é baseada no filme Rambo original (First Blood nos EUA), onde você ataca pelas ruas, mantando policiais e destruindo os seus carros. Na verdade estre jogo não deveria ser originalmente um jogo do Rambo. Ele havia sido lançado originalmente no Japão com o nome de Ashura (que significa “O Deus da Guerra”.) Os personagens são também um pouco diferentes – o primeiro jogador tem um rabo de cavalo e o segundo jogador é careca. A tela de abertura é diferente, obviamente e ao invés de mostrar imagens do Rambo na tela de pontuação entre as fases, ele mostra imagens de várias localidades na Ásia. A SEGA provavelmente percebeu como este jogo já copiava o filme Rambo e ao comprar os direitos do filme, mudou as sprites, adicionou alguma música do filme e lançou nos Estados Unidos com um nome diferente.

A SEGA nem se incomodou em licenciar o filme na Europa, então o jogo recebeu mais uma revisão e saiu lá com o nome de Secret Commando. Ele usa uma versão alternativa da tela de título do Ashura, com todas as fotos também do Ashura, mas usa os gráficos in-game de Rambo.

Comparativo de Fotos

Rambo: First Blood Part II – Commodore 64, Amstrad CPC, ZX Spectrum (1985)

Capa

À primeira vista, este jogo é bem parecido com a versão para Master System de Rambo, que por sua vez é parecido com Commando. A idéia é similar, mas ao invés de ter fases que só fazem scroll para cima, você pode se mover em todas as direções. Você começa com facas, mas ao explorar um pouco você logo encontra uma metralhadora e uma bazuca. Seu objetivo é invadir a base inimiga, resgatar um dos reféns, fugir para o campo de pouso ao norte da base, subir num helicóptero, voar de volta à esta mesma base, salvar o resto dos reféns, fugir novamente e escapar de um helicóptero inimigo. O jogo é bastante curto e explodir o cenário com a bazuca é divertido, mas Rambo tem uma tendência de se enroscar em cada pedacinho do cenário, o tornando um alvo fácil para o fogo inimigo. Mas a versão da música tema de Rambo é excelente.

Vídeos

Apple II
Rambo II (Master System) – EUA
Ashura (master System) – Japão
Secret Commando (Master System) – Europa
Rambo II (C64)

À seguir: Apenas “Rambo”!

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s